Indústria do setor têxtil investe em energia solar e se destaca no mercado de malhas infantis

Com menos de um ano de geração própria de energia, empresário já percebe redução nos custos mensais

Localizada em Gaspar, na região catarinense considerada polo do setor de confecções, a DDX Têxtil Indústria e Comércio de Malhas encontrou na sustentabilidade uma forma de se destacar no disputado mercado. A empresa investiu em energia solar para reduzir custos e encontrou nessa iniciativa uma boa ferramenta de marketing.

— Nosso principal parceiro é a Lojas Renner, com sede em Porto Alegre. Eles prezam muito que seus fornecedores tenham este tipo de investimento. Foi imediata a repercussão e saímos na frente como o maior fornecedor na cadeia de malharia infantil — afirma o empresário Valdecir Poleza.

A produção é especializada em roupas infantis e juvenis, de 0 a 14 anos. Com mais de oito mil metros de área construída, foram necessários 1.200 painéis fotovoltaicos para compensar a produção de energia da indústria, instalados no ano passado. Um investimento que garantiu retorno rápido: em menos de um ano já foi possível perceber a redução na conta de luz.

— A redução da conta é um negócio impressionante, ficou em torno de 1/4 do valor que era antes. Verificamos que é um excelente negócio, financeira e ambientalmente — destaca Poleza.

Foi necessário planejamento e confiança para iniciar o investimento

Segundo o empresário Valdecir Poleza, a decisão de investir em geração de energia solar foi planejada. Já em 2014 os primeiros estudos foram feitos, avaliando as condições de investimento pela indústria, que tem cerca de 150 profissionais em seu quadro de colaboradores.

— Quando viajei para Alemanha, em 2014, me chamou atenção a quantidade de painéis instalados em terrenos às margens das rodovias. Quando cheguei ao Brasil, resolvi pedir um orçamento e verificar como funcionava, mas na época abortei o projeto devido ao tempo que o retorno do investimento levaria — relata.

Na época, eram necessários mais de 10 anos para que a indústria tivesse retorno pelo alto investimento. Com a evolução da tecnologia nesse cenário, esse período reduziu para menos de cinco anos, ou seja, pelo menos metade do tempo necessário para que todo o investimento seja pago. Depois de quatro anos acompanhando esse movimento, Poleza decidiu iniciar o investimento.

— Escolhemos a TopSun para serem nossos parceiros pela confiança e seriedade com a qual foram apresentados os projetos. As instalações foram de acordo com o cronograma e muito eficazes — afirma Poleza.

Experiência de mercado

TopSun conquistou a confiança do empresário mostrando resultados com a experiência no mercado de geração de energia solar. A empresa catarinense atua desde 2017 no setor e já tem mais de 400 instalações no Estado, verificando as grandes vantagens dos sistemas de energia solar fotovoltaica em empresas de todos os portes, com a possibilidade adaptar os projetos às necessidades específicas de cada negócio.

No site da TopSun é possível simular o investimento necessário e o impacto com a redução na conta de luz. Solicite um orçamento online.

Fonte: https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/especial-publicitario/top-sun/top-sun-energia-solar/noticia/2019/05/28/industria-do-setor-textil-investe-em-energia-solar-e-se-destaca-no-mercado-de-malhas-infantis.ghtml


0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *